INTERACIONISMO

Duas bases filosóficas interacionistas sustentam o trabalho do ITB: a Teoria Interacionista de Piaget e a Teoria Sociointeracionista de Vigotsky. As teorias interacionistas do desenvolvimento apóiam-se na ideia de interação entre o organismo e o meio. A aquisição do conhecimento é entendida como um processo de construção contínua do ser humano em sua relação com o meio, o que privilegia uma proposta pedagógica que sustenta a construção do conhecimento e a formação de competências pelos alunos desde pequenos. O aluno é o ponto de partida para a aprendizagem. O professor tem a função de incentivador e mediador, provocando  e regulando situações socializantes.

Além dos pilares teóricos, os Referenciais Curriculares para Educação Infantil do MEC são usados para orientar os conteúdos e objetivos por faixa etária.

Pilares teóricos e referenciais  unem-se para nortear o currículo, este é organizado através de projetos que visam, sobretudo, a formação de hábitos, a socialização, o contato com experiências estéticas, o letramento e a alfabetização.